terça-feira, 22 de maio de 2007

Boa pedida




Tive a oportunidade de acompanhar de perto a carreira do Bandolinista Dudu Maia, que a partir de 2002 passou a tocar com a banda Choro de Calango no bar e restaurante Bella Rubia. Franklin, parceiro de choop e grande amigo, me incumbiu de achar uma atração para as tardes de sábado que combinasse com a feijoada da casa. Tradição brasileira, a música e a comida nos finais de semana viraram acompanhantes amorosas. Vários bares insistem generosamente na dupla e faço fé que permaneça assim. Pois então, conheci havia pouco tempo quem hoje vem se tornando um grande parceiro de som, o Rodrigo Barata, produtor musical, DJ, baterista, pandeirista, e grande conhecedor de boa música. Apresentei o Barata ao Franklin e passei a ser um fiel ouvinte do Choro de Calango e apreciador da feijoada do Bella. Com o tempo e a profissionalização se tornando obrigatória, Dudu Maia e seus parceiros procuraram alçar vôos mais altos e saíram do nosso boteco. Ficou a saudade que hoje matamos com o lançamento de seu primeiro trabalho solo. Seu show de estréia aconteceu no dia 03 de maio desse ano, na sala Martins Penna do Teatro Nacional Claudio Santoro. Fui, vi, ouvi e gostei. Seu desempenho supera em muito o primeiro Dudu que conheci, no começo o achava acanhado, tocava boa música, mas a banda tinha outros cobras e ele ainda não rasgava com a precisão de hoje. Agora as notas lhe saem firmes e limpas, o ritmo, a melodia, acariciam os ouvidos. A postura simpática e simples o tornou familiar no palco, como se tocasse em uma roda de amigos, despretensioso, alegre. Na companhia de George Lacerda, nas percussões; Leander Mota, na bateria; Wava el Afiouni, no baixo; e com a participação de Gabriel Grossi, na gaita cromática, fez um espetáculo emocionante, no qual nos presenteou com uma seleção inspirada e executada com rara harmonia. Mesclou clássicos do choro e composições próprias que demonstraram a maturidade que um artista dedicado e sensível pode revelar. Fica, portanto, a dica de um ótimo disco de um artista em começo de carreira que deverá nos surpreender muito. Parabéns, meu caro Dudu. Vamos em frente. Um abraço.

www.dudumaia.com




5 comentários:

Fernando Amaral disse...

Porra... essa feijuca eu perdi?

Renato Parente disse...

Pois é Meu amigo, o Bella já foi terreiro de samba... Valeu pelas participações...

Frank disse...

Saudade danada do samba e o choro.
Vai voltar!

Fernando disse...

Renatão, escreva mais! Excelentes músicos, acompahei algumas.

Anônimo disse...

conheço os músicos, não conheço o bella. acho que irei por lá qualquer hora meio voyeur, como sou da cidade, da vida, das horas, do ócio....